Whatsapp

Análise SWOT: O que é e como aplicar

10 de outubro de 2020

Uma das ferramentas mais conhecidas no mundo corporativo, a análise SWOT apresenta uma interface simples para a compreensão da realidade de uma empresa.

Com ela, você é capaz de criar uma base de informações necessárias para montar o planejamento estratégico e, consequentemente, o futuro do seu negócio.

Pensando em te ajudar a colocar em prática esse recurso, resolvemos escrever este post bem explicadinho para você saber exatamente o que fazer.

Então, acompanhe com a gente e fique por dentro de como a análise SWOT pode te ajudar!

Mas o que é a análise SWOT?

De acordo com Philip Kotler, um professor que atua há anos na área de marketing, a definição de análise SWOT é a avaliação global das forças, oportunidades, fraquezas e ameaças de um negócio. 

SWOT é a sigla para os termos em inglês strengths, weaknesses, opportunities e threats 一 por isso, quando traduzidos para o português, a matriz também pode ser chamada de FOFA.

Acredita-se que essa ferramenta de planejamento surgiu lá na década de 1960 por meio do consultor de empresas Albert S. Humphrey, no entanto, com o passar dos anos, ela sofreu diversas modificações até chegar ao que conhecemos hoje.

A partir de uma análise dos fatores que compõem a matriz, você consegue visualizar os pontos positivos e negativos da empresa, além de ter um panorama do que precisa ser modificado e melhorado.

E por ser uma metodologia fácil de ser aplicada, acabou tornando-se muito popular mundo afora, sendo adotada tanto em multinacionais quanto em pequenos negócios.

Conhecendo os 4 quadrantes

Como o seu próprio nome sugere, a matriz SWOT é composta por elementos internos e externos da empresa.

Entenda melhor sobre cada um deles a seguir. 

Elementos internos

Por fazer parte do dia a dia da empresa, os elementos internos são mais fáceis de serem controlados por ela, uma vez que são suas forças e fraquezas.

Dentre as forças, alguns pontos precisam ser analisados, tais como: os recursos necessários e utilizados, o diferencial do seu negócio perante os demais, o que faz com que os clientes escolham você e não os outros, etc.

Já com relação às fraquezas, é preciso atentar-se aos pontos negativos que prejudicam o seu desempenho, como custos com transporte ou altos gastos com manutenção de equipamentos.

Elementos externos

Ao contrário dos internos, os elementos externos são aqueles que você não pode controlar, pois são questões relacionadas à política, crises econômicas, desastres ambientais, entre outros. Aqui, você precisa ficar muito atento ao seu mercado de atuação, pois uma pequena mudança pode alterar todo o seu processo estratégico.

Para identificar as oportunidades, você deve mapear as mudanças que estão surgindo e que podem favorecer os seus clientes.

Quanto às ameaças, faça um levantamento de tudo o que pode ser desfavorável ao seu empreendimento e já pense no que pode ser feito para reverter o quadro. 

Como colocar a análise SWOT em prática

Como você já pode perceber, a análise SWOT é um método muito simples de ser aplicado 一 basta seguir o nosso passo a passo abaixo.

1. Faça um brainstorming

Em primeiro lugar, reúna a sua equipe para um brainstorming. Com isso, você terá contato com diversas percepções acerca do seu negócio. Anote tudo o que puder, pois isso será bastante útil mais pra frente.

2. Analise os fatores internos

Explicado anteriormente, os fatores internos são aqueles que você pode controlar, isto é, são suas forças e suas fraquezas. Então, considere questões como localização, reputação, tempo de mercado e o que mais você considerar importante.

3. Analise os fatores externos

Assim como você fez com os fatores internos, é hora de analisar os fatores externos (oportunidades e ameaças). Para isso, considere elementos do micro e do macroambiente, que podem ser: comportamento do público, concorrentes, situação político-econômica, etc.

4. Monte a sua matriz

Para montar a sua matriz SWOT é preciso ser objetivo, pois você precisa sempre ter algo rápido de ser visualizado. Para tanto, preencha os fatores internos nos quadrantes superiores e os externos nos inferiores. Além disso, atenha-se aos pontos positivos sempre do lado esquerdo e, do direito, os pontos negativos.

5. Insira a análise SWOT dentro de sua estratégia

Com a matriz SWOT montada, você consegue visualizar melhor sobre a sua situação atual no mercado e partir para a ação.

Trace os seus objetivos e as estratégias que vão te levar ao lugar que você quer chegar. Para isso, considere o seguinte:

  • Potencializar as forças;
  • Controlar ou corrigir as fraquezas;
  • Aproveitar as oportunidades;
  • Minimizar as ameaças.

Ao fazer isso, você vai ver como o seu planejamento estratégico funcionará de um jeito muito mais eficiente. E se você precisar de ajuda para isso, conte com a Booom Criative!

  • Por Booom Criative

    Somos uma agência inquieta, que não se contenta com o básico. Gostamos de quebrar recordes, de alcançar objetivos mais altos, de não só atingir as metas, mas ultrapassá-las.

Vamos agendar uma reunião?

Nada melhor que apresentar nossas soluções para você.